sábado, 12 de janeiro de 2013

Humildade 01de05

A maior glória para as pessoas tementes a Deus – e cristãos em geral – é refletir a vida de Cristo na sua vida. E a característica que melhor nos capacita a fazer isso é a humildade.

“01 - Se por estarmos em Cristo nós temos alguma motivação, alguma exortação de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda afeição e compaixão, completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude. Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. 05 - Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até a morte, e morte de cruz! Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, nos céus, na terra e debaixo da terra, 11 - e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai.” (Filipenses 02.01-11).

Depois de exortar os filipenses a deixarem de lado os seus interesses pessoais e dirigirem seu foco para as necessidades de outros, Paulo nos conta como podemos seguir o exemplo de Jesus (v. 05-11). Com base nesse texto aprendemos três coisas do nosso Senhor que nos servem de modelo da essência da verdadeira humildade.

Em primeiro lugar Jesus não se apegou de forma egoísta à expressão exterior de sua divindade. Em vez disso, Ele assumiu a forma de um servo. A pessoa humilde não ostenta sua posição ou poder. Em vez disso, ele se identifica com as pessoas mais fracas ao seu redor. Em segundo lugar, Jesus demonstrou humildade por meio da obediência a Deus, o Pai. A pessoa humilde não impõe sua vontade a Deus, mas se submete às ordens divinas. Em terceiro lugar, Jesus esperou que o Pai O exaltasse. A pessoa humilde não rouba o poder ou a posição. Ele espera pacientemente para que Deus aumente a sua influência.

Jesus não veio como rei, mas como um bebê indefeso (Lc 02). Embora fosse perfeitamente Deus e perfeitamente homem ao mesmo tempo “Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade” (Jo 01.14), Ele viveu a vida como um trabalhador humilde. Depois de iniciar o ministério, mostrou serviço humilde às pessoas por meio dos milagres que realizou, como também por meio das instruções aos discípulos,. Quando veio a hora da sua morte, Ele se submeteu à vontade do Pai “E dizia: Aba, Pai, tudo te é possível. Afasta de mim esse cálice; contudo, não seja o que eu quero, mas sim o que Tu queres” (Mc 14.36). E agora, sentado em poder à direita de Deus, Ele intercede por nós “ (At 05.29-32). Como o modelo perfeito de homem agradável a Deus, Jesus deu o exemplo perfeito de humildade. 

Peça a Deus que o ajude a seguir o exemplo de Jesus à medida que demonstrar o tipo de humildade que vai ajudar outras pessoas a enxergarem Jesus em você.

Em Cristo
Itamar Carrijo

Um comentário:

  1. Ótima ideia de postar sobre um assunto tão relevante, especialmente em nossos dias. Parabéns! Excelente post.

    ResponderExcluir