sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Personagens Bíblicos: 031 - Salomão

SALOMÃO

O presente de Deus a Salomão é o material de que são feitos os sonhos. Nos dias iniciais do reino de Salomão, Deus apareceu ao jovem rei enquanto este dormia e fez-lhe a seguinte oferta: “Peça o que quiser e eu lhe darei” (1Reis 03.05). Salomão poderia simplesmente ter dito uma palavra e possuiria riquezas, poder, prazer e fama, mas ele não pediu nenhuma dessas coisas.

No versículo 4, vemos Salomão adorando a Deus com uma oferta de mil holocaustos. O jovem rei era profundamente dedicado a Deus nos primeiros anos de seu reinado. Essa devoção deve ter despertado nele o desejo de possuir a sabedoria de Deus, em vez de poder e riquezas. Outro motivo para o pedido de Salomão foi o fato de ele saber que os problemas que enfrentaria como rei excederiam sua capacidade de solucioná-los. Somente um homem dotado com sabedoria divina seria capaz de conduzir com segurança aquela nação.

Salomão, portanto, escolheu sabedoria em vez de riquezas, poder e fama; por isso Deus lhe prometeu todas estas coisas também. Deus assegurou que Salomão seria o homem mais sábio de toda a terra (v. 12).

O primeiro e mais dramático teste para a sabedoria de Salomão ocorreu quando duas prostitutas se apresentaram ao rei com um dilema que parecia insolúvel: ambas reivindicavam a maternidade de uma mesma criança. Sem provas para ajuda-lo a identificar a mãe verdadeira, Salomão teve de resolver a situação com sua sabedoria. O veredito chocante (v. 24) e o resultado de sua decisão (v. 27) revelaram que ele realmente era dotado de sabedoria divina.

“Então o rei ordenou: ‘Tragam-me uma espada’. Trouxeram-lhe. Ele ordenou: ‘Cortem a criança viva ao meio e deem metade a uma e metade à outra’. A mãe do filho que estava vivo, movida pela compaixão materna, clamou: ‘Por favor, meu senhor, dê a criança viva a ela! Não a mate!’. A outra porém disse: ‘Não será minha nem sua. Cortem-na ao meio’. Então o rei deu o seu veredicto: ‘Não matem a criança! Deem-na à primeira mulher. Ela é a mãe. Quando todo o Israel ouviu o veredicto do rei, passou a respeitá-lo profundamente, pois viu que a sabedoria de Deus estava nele para fazer justiça”. (1Reis 03.24-28).

Acima de tudo, precisamos de sabedoria para tomar decisões inteligentes e ponderadas. Seguir o exemplo de Salomão exige três coisas: 1) coração dedicado a Deus, 2) consciência das próprias limitações e 3) busca por sabedoria para tomar as decisões corretas, como aconselha Tiago: “Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida” (Tg 01.05).

Em Cristo,
Itamar Carrijo

Nenhum comentário:

Postar um comentário