quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Livro 31 - Obadias

Autor:  Obadias.
Época:  Cerca de 853 a 841 a.C.
Local:   Edom e Israel.

Edom vinha atormentando os judeus há muito tempo. Muito antes desse livro ser escrito, os edomitas já haviam participado de ataques contra Judá. Considerando esse período, essa profecia foi conhecida antes da divisão de Israel em Reino do Norte e do Sul, e antes da conquista de Judá por Nabucodonosor.

Jerusalém foi conquistada pelos babilônios no ano 586 antes de Cristo. Os povos que moravam no país de Edom, ao sul de Judá, não somente se alegraram com a derrota dos israelitas, mas também ajudaram o inimigo e aproveitaram a oportunidade para roubar e levar consigo os bens dos moradores de Jerusalém.

Ao contrário de outros livros proféticos, Obadias não traz qualquer mensagem de consolo para seu público-alvo. Os edomitas, por causa de sua traição contra os israelitas, estavam destinados à destruição. Vemos que é possível uma nação se rebelar contra Deus até o ponto de não haver mais retorno.

O profeta Obadias denunciou o pecado dos edomitas e anunciou que seriam castigados e derrotados, junto com os outros povos que eram inimigos do povo de Deus. E Israel voltaria a ser próspero e poderoso novamente.

Esboço:
O castigo de Edom - vs. 01-14
O dia do Deus Eterno - vs. 15-21

Personagens a destacar:

Obadias – É provavelmente o profeta mais desconhecido do Antigo Testamento, mas sua acusação contra Edom é uma lição que todos devemos aprender. Ele afirma claramente que o orgulho, a arrogância e a traição serão recompensados com destruição, mas que a humildade, a lealdade e a obediência a Deus sempre serão recompensadas com bênçãos.

Os Líderes de Edom – Eram descendentes de Esaú* que nutriam um ódio secular contra seus primos, os israelitas. Eles permitiram que o ódio e o desejo de vingança permanecessem irreprimidos por séculos, atormentando os israelitas e tripudiando sobre seus infortúnios. Mas no final Deus castigou os edomitas com a aniquilação total.

*Esaú – Era o irmão gêmeo de Jacó. Conhecido por suas habilidades de caçador, preferia a vida no campo. Preferia também a gratificação imediata, pois trocou sua posição de liderança na família por um ensopado de lentilhas (Gn 25.27-34).

Em Cristo,
Itamar Carrijo

Nenhum comentário:

Postar um comentário