quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Livro 30 - Amós


Autor:   Amós.
Época:  Cerca de 760 a 750 a.C.
Local:   Reino do Norte, Israel.

Amós transmite uma série de declarações penetrantes e imagens incisivas que sacodem a consciência e exigem resposta. Este livro é relevante para os dias atuais, porque Amós se dirigia a uma cultura materialista que promovia a ganância, a injustiça e a arrogância – advertindo que cultura alguma sobrevive muito tempo dessa maneira sem ser abatida por castigo divino.

Amós era pastor de ovelhas em Tecoa, pequena cidade de Judá, o Reino do Sul mas foi chamado por Deus para anunciar a sua mensagem em Israel, o Reino do Norte. Isso foi lá pelo ano 750 antes de Cristo, durante o reinado próspero de Jeroboão II. A situação de Israel era muito boa, mas havia pecado também.

Em nome de Deus, Amós denuncia a injustiça, a corrupção e a opressão que reinavam no país. O povo não era sincero na prática da religião, e por toda parte havia injustiça e desonestidade. O profeta apela ao povo para que se arrependa e que todos voltem para Deus, fazendo o que é bom e odiando o que é mau. Por meio de visões, Deus revela a Amós que castigará o Seu povo, mas não o destruirá. Em tempos futuros Deus fará que a nação volte a gozar da paz e da prosperidade que tinha quando Davi era rei do povo de Deus.

Esboço:
O castigo das nações vizinhas - 01.01-02.05
O castigo de Israel - 02.06-06.14
As visões de Amós - 07.01-09.15

Personagem a destacar:

Amós – Era um líder incomum. Pastor pacato de Judá sem credencial alguma, a não ser a Palavra de Deus, Amós desafiou os vizinhos do norte a se arrependerem de seu desrespeito à justiça e da sede pelo materialismo, declarando que somente ao seguir a liderança divina o povo seria salvo do castigo.

Amazias – Foi sacerdote em Betel. Ele tentou intimidar Amós e quis se autopromover aos olhos do rei apresentando um relatório negativo das palavras do profeta. Mas a postura desse sacerdote foi contra o plano de Deus, e ele obteve como retribuição tristeza, pobreza e cativeiro em um país distante.

Jeroboão II – Governou Israel na época em que Amós profetizava. Sob a liderança de Jeroboão, o povo desfrutou paz, prosperidade e prestígio político. Porem Israel era um povo moral e espiritualmente falido, por isso a época de prosperidade teve vida curta.

Em Cristo,
Itamar Carrijo

Nenhum comentário:

Postar um comentário