terça-feira, 5 de julho de 2011

Livro 25 - Lamentações de Jeremias


Autor:  Jeremias.
Época: 586 a 580 a.C.
Local:  As ruinas de Jerusalém.

Os poemas de Jeremias são de forte conteúdo emocional e sublimes quanto à beleza e à estrutura literária. Escrevendo com o coração quebrantado, o profeta identifica-se com o sofrimento de seu povo e a aparente destruição de seu futuro, mas se detém para lembrar a fidelidade e a compaixão de Deus. A mensagem deste livro é que nos apoiemos no caráter de Deus, especialmente em épocas de grande aflição.

Lamentações é uma coleção de cinco poemas nos quais se chora a destruição da cidade de Jerusalém no ano 586 antes de Cristo. O país havia sido arrasado, e o povo havia sido levado prisioneiro.

Embora neste livro se fale muito de coisas tristes, não deixa de haver nele uma nota de confiança em Deus e de esperança no futuro. Esses poemas são recitados pelos judeus, com jejum e orações, para lembrarem todos os anos a destruição de Jerusalém.

Esboço:
As tristezas de Jerusalém - cap. 01
Deus castiga Jerusalém - cap. 02
Castigo, arrependimento e esperança - cap. 03
Jerusalém arrasada - cap. 04
Oração pedindo misericórdia - cap. 05

Personagens a destacar:

Filha de Sião – Era um dos nomes de Jerusalém, o qual reconhecia tanto o seu caráter humano (os habitantes) quanto sua localização no monte sagrado. No entanto, na época de sua destruição, os habitantes ímpios eram mais numerosos que os tementes a Deus. A santidade era um conceito quase inexistente.

Zedequias – Foi usado pela Babilônia como rei-fantoche de Judá nos dias nos dias derradeiros de Jerusalém. Cheio de orgulho e de arrogância, Zedequias conduziu o povo a um declínio moral e espiritual ainda maior. Quando tentou tolamente romper os laços com a Babilônia, foi cegado e levado para o cativeiro – depois de ver os filhos executados.

Em Cristo,
Itamar Carrijo

Nenhum comentário:

Postar um comentário