segunda-feira, 4 de abril de 2011

Personagens Bíblicos: 019 - Sansão


SANSÃO

Não há dúvida de que Sansão era especial. Antes mesmo de ser concebido, um anjo do Senhor armou o cenário da vida desse homem (Jz 13.03-05). Sansão era nazireu, alguém separado para fazer a obra de Deus. Deus escolheu-o para liderar o povo de Israel contra os filisteus, e as batalhas individuais e ousadas que travou contra os exércitos filisteus comprovam a bravura dele e a presença da bênção de Deus sobre a sua vida. Em suma, Sansão era um herói nacional.

Mas a força sobrenatural de Sansão não era hereditária. Era um presente de Deus. Antes de ele realizar alguma de suas incríveis proezas, o autor de Juízes nos informa que “o Espírito do Senhor apossou-se de Sansão” (Jz 14.06,19).

Apesar de todas essas virtudes, Sansão tinha um grave defeito. Sua primeira fala registrada na Bíblia, dirigida aos pais, revela seu problema: “Vi uma mulher filistéia em Timna; consigam essa mulher para ser minha esposa” (Jz 14.02).

Os pais de Sansão ficaram em choque, pois desaprovavam o pedido. Tentaram dissuadi-lo da idéia, mas Sansão não cedeu. Esse episódio e as outras relações ilícitas registradas nesses capítulos mostram quanto era propenso à lascívia. Sua fraqueza por mulheres finalmente o obrigou a abrir mão de seu compromisso com Deus. Sem a presença e o poder do Espírito de Deus, o campeão de Israel foi facilmente subjugado pelos filisteus (Jz 16.21). O grande guerreiro tornou-se alvo das risadas do inimigo.

Contudo, Deus, por Sua misericórdia, perdoou Sansão. Em uma demonstração final de poder inspirado pelo Espírito de Deus, Sansão derrubou um templo inteiro sobre a cabeça dos inimigos. Ao fazer isso, “matou mais homens do que em toda a sua vida” (v. 30).

Cada um de nós pode aprender, com o exemplo de Sansão, sobre a importância de identificar fraquezas e proteger-se delas, independentemente de seus talentos pessoais, de oportunidades estratégicas ou da benção de Deus, nós, por uma simples fraqueza não vigiada, podemos destruir tudo o que construímos.

Em Cristo,
Itamar Carrijo

Nenhum comentário:

Postar um comentário