terça-feira, 25 de maio de 2010

Sabedoria 03-05

O chamado da Sabedoria

A sabedoria é a habilidade de usar os melhores meios no melhor momento para alcançar os melhores objetivos. Não é simplesmente questão de informação ou de conhecimento, mas da aplicação prática e hábil da verdade aos fatos corriqueiros da vida. Vamos refletir sobre o pedido de Salomão por sabedoria:

Em Gibeom o Senhor apareceu a Salomão num sonho, à noite, e lhe disse: “Peça-me o que quiser e Eu lhe darei”. Salomão respondeu: “Tu foste muito bondoso para com teu servo, o meu pai Davi, pois ele foi fiel a Ti, e foi justo e reto de coração. Tu mantiveste grande bondade para com ele e lhe deste um filho que hoje se assenta no seu trono”.

“Agora, Senhor, meu Deus, fizeste o teu servo reinar em lugar de meu pai Davi. Mas eu não passo de um jovem e não sei o que fazer. Teu servo está aqui entre o povo que escolheste, um povo tão grande que nem se pode contar. Dá, pois, a teu servo um coração cheio de discernimento para governar o teu povo e capaz de distinguir entre o bem e o mal. Pois, quem pode governar este teu grande povo?”

O pedido que Salomão fez agradou ao Senhor. Por isso, Deus lhe disse: “Já que você pediu isso e não uma vida longa nem riqueza, nem pediu a morte de seus inimigos, mas discernimento para ministrar a justiça, farei o que você pediu. Eu lhe darei um coração sábio e capaz de discernir, de modo que nunca houve e nem haverá ninguém como você. Também lhe darei o que você não pediu: riquezas e fama, de forma que não haverá rei igual a você durante toda a sua vida. E, se você andar nos meus caminhos e obedecer aos meus decretos e aos meus mandamentos, como o seu pai Davi, eu prolongarei a sua vida”. (1Reis 03:05-14)

Se Deus se oferecesse para atender a um pedido seu, o que você pediria? A resposta a essa pergunta é das mais reveladoras: ela torna evidente o sistema de valores da pessoa.

Em vez de pedir vida longa, riqueza ou poder, Salomão agradou ao Senhor quando pediu um coração sábio e capaz de discernir entre o bem e o mal. Por haver feito tal escolha, o Senhor concedeu-lhe também o que ele não pediu. Isso ilustra a verdade das palavras de Jesus a respeito da maior necessidade das pessoas de hoje: “Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a Sua justiça, e todas essas coisas lhe serão acrescentadas” (MT 06:33). Se buscarmos as primeiras coisas antes de tudo, as “segundas coisas” serão acrescentadas. Mas se corrermos atrás destas primeiro, não somente perderemos as primeiras como também a plenitude das “segundas”.

A sabedoria é a capacidade de viver cada aspecto da vida sob o domínio de Deus. “Se vocês abrigam no coração inveja amarga e ambição egoísta, não se gloriem disso, nem neguem a verdade. Esse tipo de “sabedoria” não vem dos céus, mas é terrena; não é espiritual, mas é demoníaca. Pois onde há inveja e ambição egoísta, ai há confusão e toda espécie de males. Mas a sabedoria que vem do alto é, antes de tudo, pura; depois, pacífica, amável, compreensiva, cheia de misericórdia e de bons frutos, imparcial e sincera” (TG 03:14-17). Não confunda: a sabedoria de Cristo é muito diferente da sabedoria deste mundo.

Leia o livro de Provérbios, um capítulo por dia, durante 31 dias. Peça a Deus as qualidades celebradas nesse livro maravilhoso: sabedoria, prudência, compreensão, discernimento, disciplina, percepção correta das coisas, conhecimento, discrição, orientação, instrução, fidelidade, juízo correto, humildade, justiça, diligência, temor para com o Senhor e o conceito correto de sucesso.

Em Cristo,
Itamar Carrijo

Nenhum comentário:

Postar um comentário