terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Caráter 02de05

Quais as pessoas que você admira? É bem provável que o que você mais admire nelas seja o caráter. Se temos em alta conta pessoas que demonstram alguma virtude, imagine quanto devemos valorizar a perfeição do Deus vivo, a fonte de toda verdade, bondade e beleza.

“Assim Moisés lavrou duas tábuas de pedra semelhantes às primeiras e subiu ao monte Sinai, logo de manhã, como o Senhor o havia ordenado, levando nas mãos as duas tábuas de pedra.
Então o Senhor desceu na nuvem, permaneceu ali com ele e proclamou o Seu nome: O Senhor. E passou diante de Moisés proclamando: Senhor, Senhor, Deus compassivo e misericordioso, paciente, cheio de amor e de fidelidade, que mantém o Seu amor e perdoa a maldade, a rebelião e o pecado. Contudo, não deixa de punir o culpado; castiga os filhos e os netos pelo pecados de seus pais, até a terceira e quarta gerações” (EX 34:04-07).

Quando Moisés pediu que Deus lhe revelasse Sua glória, o Senhor disse: “Diante de você farei passar toda a minha bondade, e diante de você proclamarei o meu nome; o Senhor” (EX 33:19). Deus teve de proteger Moisés da plenitude de Sua glória, por isso o colocou na fenda de uma rocha. E, ao passar diante de Moisés, acrescentou à essa demonstração impressionante, a proclamação da perfeição do caráter divino.

Ao revelar-Se compassivo, misericordioso, paciente, cheio de amor e fidelidade, que mantém Seu amor por milhares e perdoa a maldade, a rebelião e o pecado, Deus deixou claro que Seu caráter é o padrão absoluto segundo o qual todas essas qualidades são definidas. Deus não tem de prestar contas a ninguém, pois não há padrão mais elevado ao qual possa Se conformar. Seu caráter, que é eterno e não faz concessões, é o padrão imutável que dá significado supremo ao amor, à bondade, à fidelidade e à paciência.

Leia novamente Êxodo 34:04-07 e reflita alguns minutos sobre cada um dos atributos pessoais de Deus revelado nesses versículos. Em seguida, peça a Deus força para tornar essas qualidades presentes em sua vida.

Em Cristo,
Itamar Carrijo

Nenhum comentário:

Postar um comentário